Lula poderá decidir a eleição mesmo preso

Lula poderá decidir a eleição mesmo preso

O presidente Lula é a personalidade mais aprovada entre os nomes avaliados pelo Barômetro Político Estadão-Ipsos de maio, com 45% de menções positivas, índice similar ao de antes do julgamento em janeiro deste ano. Em segundo lugar aparece o juiz Sérgio Moro com 40%.

Pior avaliação fica com Alckmin (62%) do PSDB. Outra pesquisa CUT/Vox Populi, realizada entre os dias 19 a 23 de maio e divulgada nesta segunda-feira (28) mostra que mesmo preso há 52 dias e atacado ferozmente pela mídia golpista, o ex-presidente Lula mantém a vantagem sobre os demais candidatos a presidente da República e seria eleito no primeiro turno se as eleições fossem hoje. E se houvesse segundo turno, Lula também derrotaria qualquer adversário por ampla margem de votos.

No cenário estimulado, quando os nomes dos candidatos são apresentados aos entrevistados, Lula alcançou 39% das intenções de voto contra 30% das somas dos adversários. E no segundo turno ganharia de todos com grande margem de diferença.

Vale lembrar que já não temos mais o PT no poder. Dilma está impichada e Lula preso. E é a primeira vez na história desse país que a memória do brasileiro fez valer a lembrança de que Lula fez muito pela classe média, pelos pobres e também pelos ricos, mas infelizmente, neste país, ainda não se consegue fazer política sem ter que negociar com o diabo ou fazer de conta que não viu ou não quer saber para poder conseguir fazer algo pelos menos favorecidos e esse foi o pecado de Lula, o qual, mesmo tendo feito tudo isso e até agora, mesmo que nada tenha sido provado sobre a sua suposta riqueza, está preso, enquanto outros com mais do que provas poderão disputar novamente uma eleição. Uma eleição que o candidato preso ganharia no primeiro turno.

A Venezuela, tida como uma ditadura, fez o mesmo que o Brasil. Lá os principais opositores ao regime de Maduro estão presos e não podem participar da eleição. Ou seja: o governo de Michel Temer, do golpe com supremo e tudo, como disse o senador Romero Jucá aprendeu rapidamente com nossos hermanos.

E não se iludam. Eles fizeram tudo isso para também não permitir que Lula voltasse e farão o que for preciso para manter assim até fevereiro do ano que vem que é quando Lula poderá, segundo se comenta, cumprir a pena em casa com tornozeleira eletrônica.

Porém a pior de todas as vinganças é aquela de que você não pode prender uma ideia como disse Lula antes de se entregar ao juiz Sérgio Moro. Disse ele:” Eu não sou mais o Lula. Eu sou uma ideia e não se prende e muito menos se mata uma ideia”.

Parece que o presidente estava certo e ao que tudo indica, Lula mesmo preso e inelegível poderá, se assim desejar, fazer o próximo presidente da República. Vamos aguardar, pois a vontade de Lula ainda é soberana dentro do partido.

Que Deus abençoe seu dia.

Até amanhã se Deus assim permitir.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.