Amigas, 15 de julho foi o Dia dos Homens e vocês esqueceram!

Amigas, 15 de julho foi o Dia dos Homens e vocês esqueceram!

Esta é uma conversa de homem para homem. Com certeza muita gente não vai gostar, mas pode parar em qualquer parte do texto e mudar de site se quiser. Não faz mal.

A mídia, da qual também faço parte, esqueceu que o Dia do Homem ta

Homens são assim…

mbém se comemora da mesma forma como se deve comemorar o da mulher e o da diversidade sexual.

Não é fácil ser homem e nunca foi. A cobrança é grande, mas ou louros são poucos. Quero deixar claro que existem dois tipos de homens. O primeiro que apenas serve às mulheres e a si mesmo e os outros que servem para muitas coisas, inclusive para serem amados.

Exige-se cada vez mais dos homens. Que eles sejam perfeitos, liberais, cabeças frias, bons maridos, bons de cama, bons de tudo e em tudo. Mas nós não somos assim e esse homem perfeito que muitas mulheres procuram não existe, assim como as princesas. O que existem são seres que nasceram com mais testosterona, que tem visão focada e só conseguem fazer uma coisa de cada vez. Simples assim. Cujo painel tem apenas três botões: sim, não e não sei.

Podemos ser sensíveis, frios ou românticos da mesma forma que as mulheres também conseguem ser e, aqui, não existem diferenças. Não lembramos de muitas coisas e quando lembramos e cuidamos somos vistos como melosos, pegajosos etc.

E eu pergunto: Imagine um homem esquecer o Dia da Mulher? Imagine um homem declarar sua posição sobre a diversidade sexual? (contra ou a favor, não interessa). Homens não choram. Homens são duros e não tem piedade, certo? Errado! O engraçado é que até para fazer aquilo que exigem de nós recebemos críticas. Então o que fazer?

Como não adianta tentar ser um cara diferente, é bem mais fácil fazer o papel do errado. Como diz um ditado falado pelas mulheres: ‘enquanto não encontrar o homem certo, divirta-se com os errados’. Amigas, os homens também fazem isso. Sendo assim, que tal reconhecerem que existem bons homens que valem a pena ouvir um ‘obrigado’ ou ‘parabéns pelo seu dia’?

Não vai doer, meninas, acreditem. Essa mera lembrança vai nos dar força para continuar tentando mudar, melhorar e qualificar aqueles que dão melhores exemplos. Mas não é bem assim.

Homens choram, sofrem por seus filhos e amores perdidos. Sentem saudade e pasmem: também sabem perdoar e ouvir, mas nem sempre darão as respostas que se deseja ouvir, mas serão respostas.

Aquele homem da geração dos nossos avós começou a definhar nos nossos pais e em boa parte de nós já morreu. A maioria dos homens que merecem ser amados não querem mulheres para cama, mesa, babá e banho. Querem mulheres para admirá-las e amá-las e da mesma forma que vocês desejam.

Ser homem não é fácil.  Homens são crianças grandes que deixaram brinquedos pequenos e passaram a usar os grandes na forma de carros, motos e disputas. Gostamos de futebol, de beber um inocente chopp com os amigos e de falar de carros, motos e do time dos outros. Também somos vaidosos e se tiver espaço até românticos sabemos ser. Mas isso não basta, precisamos ser príncipes encantados montados em um cavalo a busca de uma bela adormecida ou aborrecida para completar um imenso castelo que você não sabe se a futura rainha vai gostar da decoração ou da posição das janelas.

Somos assim. Podemos melhorar, mas em busca do certo, sem incentivo e reconhecimento, muitos vão voltar ao caminho errado por acharem que isso isto é o certo. Amigas, homens são produtos inacabados que podem ser lapidados pela sensibilidade de vocês, com o jeito e com a sapiência que poucas mulheres sabem ter.

Amigas, voltem a ser românticas, voltem a serem mulheres. Não nascemos para competir entre sexos, mas também e principalmente para amar. Experimentem e vejam o resultado. Se não deu certo insistam. Um dia vai dar certo.

Amigas, dia 15 de julho foi o Dia dos Homens – dos Homens de Verdade e vocês esqueceram ou não lembraram porque acharam que não iríamos gostar da lembrança por que isso não é coisa de homem. Agora, é.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.