Bento XVI pede moderação aos usuários de redes sociais apesar de não navegar na Internet

Papa Bento XVI

O Papa Bento XVI pediu moderação ontem aos usuários de redes sociais como o ‘Facebook’ e o ‘Orkut’. O líder da Igreja Católica elogiou as tecnologias, mas aconselhou os jovens a não criarem perfis falsos nos sites e lembrou que “o contato virtual não pode e não deve substituir o contato humano real com as pessoas, em todos os níveis das nossas vidas”. A mensagem foi lida por causa do 45ª Dia Mundial das Comunicações Sociais. No texto, o pontífice afirma que as redes sociais oferecem novas oportunidades de “compartilhamento, diálogo, troca, solidariedade e criação de relações positivas”.

Porém, Benxo XVI alertou sobre os perigos de “se refugiar em uma espécie de mundo paralelo, ou de ter uma excessiva exposição no mundo virtual”. “Na procura pelo compartilhamento e pela amizade, enfrenta-se o desafio de ser sempre autêntico, fiel a si mesmo, sem ceder à ilusão de construir artificialmente um perfil público”, destacou o Papa.

Segundo o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, o papa Bento XVI, 84 anos, não navega na Internet, mas pede com frequência a seus colaboradores que façam buscas pela rede. Recentemente, o Vaticano criou um site que se conecta ‘Facebook’ e um canal no ‘Youtube’.

One comment on “Bento XVI pede moderação aos usuários de redes sociais apesar de não navegar na Internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.