Fenabrave defende nova liberação de crédito para motos

O presidente da Federação Nacional da Distribuição de Veículos  Automotores (Fenabrave), Flávio Meneghetti, pediu nesta sexta-feira ao Ministério da Fazenda que libere uma nova tranche de compulsórios carimbados para ofertar exclusivamente crédito para motocicletas. Para ele, seria suficiente um montante equivalente a 10% do que o que foi direcionado para o setor de veículos. Em maio, o governo liberou R$ 18 bilhões para a concessão de crédito ao segmento automotivo. “Dez por cento deste valor para motos é um volume considerável”, avaliou.

De acordo com Meneghetti, a cada 100 pedidos de crédito para aquisição de motos, apenas 10% são aprovados. A marca, segundo o presidente da Fenabrave, já foi de 30%. “As motocicletas estão com mais dificuldade e sofrem mais do que os demais segmentos com o acesso ao crédito”, afirmou.

O executivo ressaltou que a liberação do compulsório representaria um funding mais barato para o consumidor. Segundo ele, o pedido ao ministro interino da Fazenda, Nelson Barbosa, foi bem recebido. “O ministro Barbosa disse que vai falar com Tombini sobre o assunto”, disse, referindo-se ao presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, que está em Londres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.