iG – Conheça as motos mais caras do Brasil

iG apurou quais os modelos mais exclusivos disponíveis no mercado nacional

Karina Simões | 13/2/2013 10:10

2F4RR_290_193 Em 2012, um colecionador paulista desembolsou a maior quantia paga por uma motocicleta zero-quilômetro no Brasil: R$ 170 mil. Por essa bagatela o felizardo adquiriu uma MV Agusta F3 Serie Oro, modelo que faz parte de uma edição limitada com apenas 200 unidades produzidas, todas já vendidas. Mas, afinal, quais são as 10 motos mais caras vendidas no País? iG Carros descobriu.

MV Agusta F4 RR Corsa – Fabricada na Itália, esta “macchina” conta com um motor 4 cilindros de 998 cm³, com uma potência de 201 cv. Além do belíssimo escapamento de cair o queixo com quatro saídas sob a rabeta, a F4 RR recebeu equipamentos exclusivos da Öhlins. A furiosa possui controle de tração ajustável com oito programas, sensor para evitar o empinamento da roda dianteira ao acelerar, assistente de troca de marchas e três níveis (normal, esportivo e para chuva) de atuação do acelerador, de fornecimento de torque, de freio-motor e de rotação máxima do motor. Segundo a fábrica, ela chega fácil aos 297 km/h. Pela bagatela de R$ 150.000 ela pode estar na sua garagem em 90 dias, sob encomenda.

Como não poderia deixar de constar nessa lista, em segundo lugar está uma Harley-Davidson, a Ultra Classic Electra Glide CVO. Produzida nos Estados Unidos, essa custom cheia de estilo sai por R$ 112.187. Com um motor V2 de 1.802 cm³, pode-se dizer que essa é a moto para quem gosta de conforto. A pintura é personalizada, há rodas de alumínio além de itens como GPS e conexão para iPod. O modelo faz parte de uma edição limitada, portanto, quem quiser adquirir uma dessas deve encomendá-la em um concessionário da marca.

Em terceiro lugar, a Big Traill BMW K 1600 GTL, no valor de R$ 108.500. Imponente, a alemã possui 6 cilindros de 1.649 cm³ com potencia de 160 cv. Informações do computador de bordo, ajustes eletrônicos da suspensão, configurações do sistema de navegação, aquecimentos dos bancos e manoplas são configurados pelo painel. A BMW K 1600 GLT surpreende pelo conforto e tecnologia.

No quarto lugar, temos uma verdadeira obra prima, feita para poucos privilegiados. Cotada por R$102.246 pela tabela Fipe, a italiana Bimota Tesi 3D Carbono é uma série especial limitada a 30 unidades. Com apenas 160 kg, ela é feita em fibra de carbono e sua produção, completamente artesanal. O motor é bicilíndrico de 1.078 cm³ , que produz 98 cv, o mesmo que equipa sua concorrente italiana Ducati.

A BMW K 1600 GT, no valor de R$ 99.500, ocupa o quinto lugar. A alemã tem potência de 160 cv e é equipada com o mesmo motor da versão GTL. Em se tratando de conforto, ela perde bem pouco se comparada a sua versão mais completa e conta com menos equipamentos de série, em contrapartida é um pouco mais leve.A BMW HP4 Competition é a versão mais radical da S 1000RR. Já incluída na nova tabela de preços da fábrica alemã por R$ 98.900, a HP4 é derivada da linha “HP” – High Performance – e é a primeira moto da classe a ter quatro cilindros. Sua principal característica é o baixo peso: apenas 169 kg com o tanque vazio. A HP4 possui o Dynamic Damping Control (DDC), um sistema de amortecedor eletrônico. Inédito em motocicletas de série, o DDC utiliza sensores para verificar as condições do pavimento, regulando as suspensões de acordo com o piso. A bela ocupa o sexto lugar e chega às concessionárias neste mês.A velha conhecida japonesa  Honda GL 1800 Goldwing, no valor de R$ 91.822 ocupa a sétima posição. Possui um motor de 6 cilindros, de 1.832 cm³, com potencia de 118 cv. A Goldwing tem fama de ser uma das motos mais confortáveis e seguras do mundo, talvez por isso seja a preferida dos “cinquentões” que gostam de pegar estrada. Vem com airbag, sistema de freios ABS (antitravamento), piloto automático, espaço para bagagem e também marcha à ré.Representando a categoria Maxtrail, em oitavo lugar está a BMW R 1200 GS Adventure Premium ou Tiple Black.O modelo GS é o mais vendido da BMW em todo o mundo e impressiona pela autonomia. Equipada com um motor bicilíndrico de 1.170 cm³, produz 125 cv e leva a praticamente qualquer lugar.  Você pode ter uma dessas por R$ 91.200.

A BMW HP4 Street possui a mesma motorização de sua versão mais nervosa, um quatro cilindros de 999 cm³ que produz 193 cv. Esse canhão em duas rodas chega às lojas aqui no Brasil ainda neste mês por R$ 85.600.

A italiana Ducati ainda não divulgou os valores dos novos modelos que serão vendidos no Brasil em 2013, no entanto, sua Diavel Carbon assumiu a décima posição por R$ 83.589. Esta naked de visual agressivo possui um motor com 2 cilindros e 1.198,4 cm³  que produz 162 cv. Segundo a Ducati, a endiabrada consegue chegar a 100 km em 3,1 segundos e superar 250 km/h fácil.

Confira nossa tabela e prepare o bolso caso queira adquirir uma dessas máquinas:

 

Posição Modelo Origem Motor Potência Preço (R$)
 1º  MV Agusta F4 RR Corsa  Itália  4 cilindros de 998 cm³  201 cv  150.000
 2º  Harley-Davisdon Ultra Classic Electra Glide CVO  EUA  V2 de 1.802 cm³  n/d  112.187
 3º  BMW K 1600 GTL  Alemanha  6 cilindros de 1.649 cm³  160 cv  108.500
 4º  Bimota Tesi 3D 1100 Carbono  Itália  bicilíndrico de 1.078 cm³  98 cv  102.246
 5º  BMW K 1600 GT  Alemanha  6 cilindros de 1.649 cm³  160 cv  99.500
 6º  BMW S1000 RR HP4 Competition  Alemanha  4 cilindros de 999 cm³  193 cv  98.900
 7º  Honda GL 1800 Gold Wing  Japão  6 cilindros de 1.832 cm³  118 cv  91.822
 8º  BMW R 1200 GS Adventure Premium / Triple Black  Alemanha  bicilíndrico de 1.170 cm³  125 cv  91.200
 9º  BMW S1000 RR HP4 Street  Alemanha  4 cilindros de 999 cm³  193 cv  85.600
 10º  Ducati Diavel Carbon  Itália  bicilíndrico de 1.198,4 cm³  162 cv  83.598


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.