Renault aciona usuária por reclamação contra a marca na internet.

Fora do ar...

A Renault conseguiu uma decisão, na 1º Vara Cível de Concórdia, em Santa Catarina, que determina a retirada do ar de um site e de todas as contas em redes sociais que uma usuária criou para protestar contra a montadora.

No site Meu Carro Falha, a usuária Daniely Argenton relata que seu carro, um Renault Megane Sedan 2.0, está há três anos estacionado devido à falhas no motor. Comprado em 2007, o carro foi levado algumas vezes para a assistência técnica da montadora, de onde sempre voltou com o mesmo problema, segundo Daniely. Neste intervalo, a garantia do carro expirou.

Inconformada, ela resolveu criar o site, em fevereiro passado, para expor o seu problema. Na página, Daniely publicou fotos e vídeos do carro guardado em sua garagem.

De acordo com o juiz Renato Maurício Basso, Daniely cometeu abuso do seu direito de liberdade de expressão, podendo causar danos à imagem da empresa. O juiz também determinou que ela retire do ar o site e outras mídias sociais, como o vídeo no YouTube e conta no Twitter, no prazo de 48 horas. A multa para o descumprimento da decisão é de 100 reais ao dia.

Procurada pela reportagem, Daniely preferiu não se pronunciar. No Twitter, ela disse que ainda vai aproveitar o prazo de 48h, contadas a partir de hoje, para retirar as páginas do ar.

O caso é semelhante ao do consumidor Oswaldo Borelli, que foi parar nos trending topics do Twitter, após publicar um vídeo no YouTube reclamando dos serviços recebidos pela Brastemp.

Hoje, Daniely exige na Justiça o ressarcimento dos valores gasto com o carro. De acordo com seu advogado, o processo ainda pode se arrastar por mais cinco ou seis anos até uma decisão judicial.

http://www.youtube.com/watch?v=Nq1xA81mE6w&feature=player_detailpage

One comment on “Renault aciona usuária por reclamação contra a marca na internet.
  1. Lucia disse:

    Tá cheio de reclamação da assistência técnica da Renault na web, o juiz vai ter muito trabalho para mandar apagar tudo, melhor seria a empresa tratar melhor os consumidores de seus produtos e prestar serviços com maior confiabilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.