2010: O ano em que todas as previsões erraram em relação ao Brasil! Ainda bem..

Previsões furadas

Faltam poucos dias para o ano acabar e cada um tem sua retrospectiva. Além de saber que Papai Noel foi criado a partir de uma lenda finlandesa e que depois foi remoldado em vermelho e branco pela Coca-Cola, a gente vai assistir mais uma vez a retro da Globo e ver o Roberto Carlos pela enésima vez cantando Emoções. Mas fora isso que a gente já espera ver todos os anos tem o que aconteceu e mudou ou marcou a história do mundo.

O ano começou com os agourentos de plantão falando que o Brasil ia entrar no buraco e que a crise mundial aqui não seria marola nenhuma. Erraram. O Brasil foi o último a entrar e o primeiro a sair da crise com grande vantagem e crescimento. Mas o Brasil estava se preparando para a Copa do Mundo na África e a seleção que não perdeu nenhum campeonato que disputou na gestão Dunga, a que iria ganhar fácil, acabou caindo – ou melhor – mais uma vez amarelando diante dos alaranjados da Holanda. A parte este mico, pior foi a briga de vizinhos entre Dunga e a Globo.

Na Copa do Mundo descobrimos que a geração de sinal digital provocava um problema em vez de uma solução. Para se ter uma imagem perfeita teríamos que abrir mão de gritar gol na hora que ele acontece por causa de um tal de Delay. O meu vizinho gritava gol antes de mim! E não foi difícil descobrir que usar um rádio ou uma TV de CRT me daria a vantagem de gritar gol uns oito segundos antes de todo mundo.

Enquanto o Brasil ia pro buraco na Copa do Mundo outros saíram dele. Cerca de 33 mineiros chilenos ficaram soterrados por mais de um mês. Um grande esforço mundial

Campeão de votos

salvou a todos. Agora famosos e vivos, os mineiros podem falar o que é mesmo chegar ao fundo do poço e sair dele vivo.

Passada a Copa chegava a Eleição 2010 e essa sim foi a grande marca desse ano. Além de ter eleito uma mulher para a presidência esta eleição marcou-se pela vitória da internet sobre a manipulação. Vale destacar que antes meso de começar as práticas espúrias que se desenhavam foram colocadas em pelo para os internautas. A guerra dos blogs contra a mídia é outro capítulo à parte: mal uma notícia era publicada; se a mesma fosse incompleta ou tendenciosa imediatamente já era desmentida. O Twitter protagonizou uma das cenas mais inusitadas da web mundial ao colocar veículos de comunicação no trendtopics por exagerarem nas suas manchetes.

Aliás, para quem não lembra, esta eleição foi marcada pela tomada de posição da mídia onde apenas a Carta Capital e o Estadão assumiram suas posições. Os demais diziam-se isentos mas adotavam uma postura parcial ao ponto de serem chamados de PIG (Partido da Imprensa Golpista). Todo mundo entrou nessa briga e o país se dividiu. Até o Papa manifestou-se, coisa inédita nos tempos modernos, mas muito comum na Igreja da Idade Média. Para limpar um pouco a barra acabou reconhecendo o justo e merecido direito de Irmã Dulce de ser beatificada.

Um presidente com muita sorte!

A apelação chegou ao absurdo de se usarem de tudo até mesmo o fato de uma bolinha de papel para tentar mudar uma eleição que estava perdida, não pelo fato de ser a candidata do PT a melhor (pra mim Marina era a mulher), mas por terem colocado um candidato que não media esforços e nem custos para ser presidente.
Mas a eleição passou e a internet passou a ser valorizada a ponto de quererem mais uma vez amordaça-la. Falando em mordaças um tal de Wikileaks resolveu jogar no ventilador todas as trapalhadas da diplomacia americana pelo mundo para que todos pudessem ler e ver. Isso irritou muita gente grande. A imprensa mundial desejou que caíssem nas suas mãos, mas será que teria o mesmo tratamento dado por Julian Assange? Este filho de artistas itinerantes que criou o Wikileaks e acabou preso por crime de estupro leve ao se recusar a usar camisinha com uma garota de programa que inicialmente aceitou receber o pagamento e prestar o serviço, mas depois decidiu processá-lo. O fato gerou a primeira guerra cibernética da história da web e muitos sites foram tirados do ar. Tentaram tirar o Wikileakes do ar mas a esperteza de Assange e de seus seguidores tornou a ação sem efeito.

E antes que terminasse o ano, logo após as eleições, o governador do Rio de Janeiro embalado pela popularidade do ‘Tropa de Elite 2’ resolveu tomar a decisão certa e junto com as Forças Armadas Brasileiras mostrou que quando se quer resolver um problema do Estado só é necessário mesmo ter atitude. As cenas foram as mais inusitadas. Polícia aplaudida, mais de 300 motos recuperadas, toneladas de drogas e centenas de armas apreendidas são alguns destaques mostrados pelas Tvs em tempo real. Acontece que a cena mais hilária foi a fuga de uns 200 traficantes, correndo a pé da Vila Cruzeiro para o Alemão colocados para correr com a ajuda de um blindado e cinco caveiras do BOPE.

Para a tecnologia o destaque foi mesmo a Apple com o iPhone 4 e o iPad. Capítulo à parte foi a guerra dos sistemas operacionais para smartphones. Além disso, tivemos pouca coisa que realmente mereceu destaque. Na área de games os lançamentos do novo Call of Duty – Black Ops e o novo Gran Turismo. No segmento de motociclismo, além do IPVA e DPVAT cada ano mais caros, temos a popularização da tecnologia flex para motos e nos carros o início da febre dos veículos híbridos que trazem um problema a mais: como será feita a geração dessa energia elétrica? O que fazer com as baterias? Sabe-se que gerar energia elétrica através de termelétricas causa uma poluição 36% maior do que a emitida pelos veículos movidos à combustão.

O mercado de motos este ano foi marcado pela briga dos fabricantes na faixa de 250cc. Kawasaki, Kasinski, Honda, Dafra e Yamaha não economizaram esforços para fazer lançamentos e entrarem na briga por uma faixa de mercado cada vez mais disputada. A outra boa notícia é o crescimento da preferência do brasileiro por motocicletas. Atrelado a isso o número de acidentes e de roubo de motos que não param de crescer. Para complicar um pouco mais, mesmo em que pese os excelentes esforços da Abraciclo com foco na segurança e educação dos motociclistas, o governo aumenta ainda mais o DPVAT. Seguros de motocicletas ainda são muito caros e a alternativa é a contratação de serviços de rastreamento. Quem sabe em 2011 as seguradores descubram que dá para vender seguros mais baratos.

Bom, se a previsão Maia de que o mundo acaba em dezembro de 2012 estiver realmente certa, pode dizer que essa foi a penúltima retrospectiva da nossa civilização. Se

A guerra das 250cc

eles estiverem errados ou se alguém fez os cálculos errados teremos mais algumas pela frente. O certo mesmo é que a virada de ano vem com previsões de astrólogos, mães de santo, videntes e etc as quais na maioria das vezes nunca acontecem. É fácil saber: somos nós que fazemos nosso próprio destino. E se algo sai diferente do que foi imaginado pode ser um erro seu ou uma fatalidade – ou seja: você estava na hora certa, mas no lugar errado.
Feliz 2011!

One comment on “2010: O ano em que todas as previsões erraram em relação ao Brasil! Ainda bem..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.